Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

INÊS MARTO

INÊS MARTO

Rosa negra

Primavera da alvorada,
Quando te sonho acordada,
Crescem-me orquídeas no peito

Primavera dos amores,
Dos sonhos de tantas cores,
Nesta esperança onde me deito

Primavera de mãos quentes,
Dos meus delírios ardentes
Nesta febre apaixonada

Desflora-me nos teus beijos,
Primavera dos desejos,
Pele de estrelas perfumada

Primavera desse olhar
Que abraça sem pensar
O inverno que há em mim

Amarra-me o coração
Primavera da paixão,
Rosa negra de cetim.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.